quinta-feira, 10 de março de 2011

Nós e Santa Luzia

João Batista Lima e seus netos Nancy, Maria Auxiliadora e Francisco



A nossa família tem uma longa tradição relojoeira, que remonta a João Batista Lima, nascido em Santa Luzia - MG em 25/08/1880, casado com D. Alcides Ramos,  de cuja união nasceram 17 filhos, dentre eles o primogênito Heraldo Lima.

João foi responsável pelo gerador da parte alta da cidade, e ao final da tarde ligava o gerador para fornecer eletricidade às ruas. Era também responsável pelo relógio da Matriz, dando manutenção e deixando em funcionamento. Quando o relógio foi instalado na torre da Igreja, só tinha um ponteiro, o de horas. Passado algum tempo, houve reclamações dos moradores por terem dificuldade em ter uma hora precisa. Foi então que João Bastista Lima fez mais três engrenagens e um ponteiro, o de minutos, no mesmo estilo do de horas, passando assim o relógio ter os dois ponteiros.

Foi exímio marceneiro, fabricando móveis para alguns Luzienses, e foi funcionário da Serraria Souza Pinto em BH.

Heraldo Lima, nascido em Santa Luzia em 06/05/1908, seguiu os passos do pai, ajudando na manuteção do gerador e no relógio da Matriz. Aos poucos, foi consertando e restaurando relógios de bolso, pulso, parede, mesa e coluna, com orientação e supervisão do pai. Casou-se com Zilda Tofani, de cujo matrimônio nasceram 4 filhos, dentre eles Nancy Lima. Mudou-se para Belo Horizonte no final da decada de 40, onde continuou com a restauração de relógios de parede, mesa e coluna, não só da parte mecânica como também na marcenaria, restaurando e ou fazendo caixas de relógios, idênticas às originais, que na época já  eram considerados antigos.

Nancy Lima, nascida em Santa Luzia em 21/12/1933, mudou-se para Belo Horizonte no final da década de 40, casou-se com Braulio Rigotto Prado. Tiveram 2 filhos, dentre eles Nelson Luiz Prado, que hoje continua a tradição da família em restauração e consertos em relógios antigos.

Igreja Matriz de Santa Luzia, vendo-se o relógio à direita

Casa e oficina de João Batista Lima em Santa Luzia

Um comentário:

  1. Sou suspeito de comentar algo sobre o Nelson, pois desde a primeira vez que necessitei dos seus serviços e informações me tornei seu fã. Que Deus ilumine você e sua família, seu Blog esta muito interessante, não deixe esta chama se apagar, parabéns mais uma vez, grande abraço!!!

    ResponderExcluir