quinta-feira, 21 de abril de 2011

Com quantos paus se faz um relógio?

De vez em quando alguém me indaga sobre como é que se faz um relógio. É todo um processo meticuloso, que começa com a escolha da madeira de demolição e termina com a corda no relógio mecânico. São meses de trabalho intensivo, interrompido aqui e ali pelo ruído da Avenida do Contorno, em Belo Horizonte, e pelos serviços de restauro. É trabalho artesanal, no qual entra toda a nossa experiência acumulada e muita, muita paciência. Resolvi ilustrar, resumidamente, o processo com as fotos a seguir.

A procura da madeira mais adequada


A escolha. Esta parece boa.

A caixa - colocando o suporte para o mostrador.


Acertando a chapa do mostrador na caixa


Marcando a chapa para pintar o mostrador


Chapa para o ponteiro


Desenhando o ponteiro


Riscando o ponteiro


Primeiro corte do ponteiro


Terminando o ponteiro


Agora chegou a vez de pintar o mostrador


Mostrador colocado na caixa.


Colocando os ponteiros


Encerando a porta


Lustrando a caixa.


Dando corda (relógio mecânico)


Final. Relógio NP pronto, mecânico, 1.10m de diâmetro
bate hora e meia hora.














Um comentário:

  1. Sem dúvida, trata-se dum relógio com acabamento bastante refinado.
    Acredito que Junghaus, Elias Ingraham e Ansonia iniciaram seus modelos desta forma; artesanalmente.
    Quem sabe, daqui algumas décadas seus relógios também serão bastante procurados como os que acabo de citar?
    Sucesso.

    ResponderExcluir