quarta-feira, 30 de novembro de 2011

A Junghans resistiu a duas guerras mundiais...

Continuo, hoje, as minhas postagens sobre esta grande marca de relógios, a Junghans. Quem não viu as  anteriores pode procurar no arquivo do blog, aí ao lado.

Situada em pleno sul da Alemanha a Junghans resistiu ao desmantelamento da indústria que se seguiu ao término da Segunda Guerra Mundial, com o país virtualmente arrasado. Desde a década de 20 sob o comando dos filhos de Arthur Junghans, Erwin e Oscar, a fábrica havia lutado nas últimas décadas para manter em alto nivel a qualidade da marca Junghans, apesar da crise que assolou a Alemanha.

No início dos anos 30 foram fabricados os primeiros relógios de pulso, ultrapassando os tradicionais relógios de bolso da época.

E em 1946, em pleno processo de reconstrução do pós-guerra, a Junghans mostrou toda a sua capacidade inovativa ao lançar o J88, o primeiro relógio cronógrafo de pulso. E também voltou a firmar-se mundialmente como uma empresa com enorme tradição relojoeira.

Raro relógio da Luftwaffe 8 dias (1939)

relógio de pulso militar (1930)

Nenhum comentário:

Postar um comentário